As 6 vantagens mais importantes de utilizar um ERP

Quando o assunto é gestão empresarial, não há como negar que muita coisa evoluiu — e ainda vem evoluindo — nos últimos anos em razão da chamada jornada digital.

A exemplo, hoje, os dados e as informações das empresas se tornaram ativos valiosos para a gestão, servindo de base para ajustes nas atividades, melhor aproveitamento dos seus recursos e para uma tomada de decisão mais consciente.

Nesse contexto, ferramentas voltadas para a otimização da gestão da informação, como é o caso do software ERP, se tornaram essenciais na rotina dos negócios.

O grande poder de sistematização de dados, centralização de informações e reforço gerencial despontam como algumas das vantagens mais importantes de utilizar um ERP.

Contudo, como veremos adiante, existem muitos outros benefícios que comprovam o potencial positivo dessa solução.

Listamos 6 deles que você precisa conhecer. Acompanhe!

1. Escalabilidade

Atualmente, um dos principais desafios das empresas é adaptar sua estrutura de modo a acompanhar o crescimento do negócio e manter uma gestão eficiente.

Isso porque, conforme um empreendimento cresce, mais variáveis precisam ser controladas e mais informações fazem parte da sua rotina.

Nesse contexto, o ERP traz uma vantagem estratégica: a escalabilidade. A partir dessa característica, é possível adaptar o sistema para cada momento do negócio.

Por exemplo, imagine que, na fase inicial, uma empresa ainda não necessite de um CRM robusto e nutrido com dados profundos acerca das interações com os clientes.

Porém, à medida que a empresa se desenvolve e expande os seus horizontes, o CRM pode se tornar necessário.

Logo, o ERP precisa estar pronto para se integrar a essa e outras soluções tecnológicas, a fim de melhorar a qualidade e a profundidade das análises gerenciais do negócio, escalando conforme as demandas surgem.

2. Segurança das informações

Outra vantagem estratégica do ERP é o reforço no quesito segurança da informação.

Como dito, hoje os dados figuram como ativos valiosos para as empresas e, por esse motivo, precisam ser protegidos.

Nesse sentido, o ERP é capaz de promover uma verdadeira revolução na gestão da informação.

O ponto central desse reforço está na centralização das informações em um único repositório.

Isso significa que os gestores e profissionais de TI não precisam despender esforços e recursos na proteção de diferentes bancos de dados, mas apenas um, o do ERP.

Atualmente, é muito comum que o ERP seja interligado com serviços em nuvem.

Tal característica melhora ainda mais a segurança da informação ao alocar os dados para data centers externos, totalmente preparados para lidar com fatores de risco à integridade e dotado de sistemas adicionais de segurança, como backup contínuo, redundância, criptografia etc.

3. Flexibilidade e acesso remoto

Trabalhar com um ERP moderno também facilita bastante a vida dos profissionais que precisam acompanhar o fluxo de informações da empresa, como é o caso do diretor financeiro.

Hoje, com o forte apelo do mercado mobile e da internet, os softwares ERP estão mais completos e conectados, permitindo o acesso remoto e o acompanhamento em tempo real das informações mais importantes do negócio.

De maneira geral, isso otimiza o trabalho dos tomadores de decisão, que podem acessar o sistema de qualquer local e a qualquer hora, agilizando decisões ou a identificação de pontos de atenção que precisam ser rapidamente solucionados.

Em um mercado exigente e de dinâmica acelerada como o atual, ter um controle ativo sobre os sistemas da empresa pode ser um diferencial e tanto, sobretudo em negócios com diferentes filiais, em que os diretores estão em constante movimento entre uma e outra.

4. Redução de custos

No quesito custos, há diversos pontos que podem ser mencionados para comprovar o potencial positivo do ERP.

Inicialmente, pode-se citar a modernização das rotinas burocráticas que diminui gargalos operacionais, permitindo não só uma operação mais enxuta, mas ainda mais direcionada, focada no core business da organização.

Outro fator interessante é a diminuição do número de sistemas dentro do negócio.

Como estamos falando de uma solução voltada para a centralização de dados, atividades e informações, é natural que se reduza a demanda sobre sistemas auxiliares ou mesmo adicionais.

Assim, por exemplo, não se faz necessário contar com um software específico para controle de estoque, ou outro para documentar pedidos dos clientes e outro para auxiliar na gestão financeira.

Ou seja, com uma única ferramenta, é possível gerenciar todos esses pilares das atividades, reduzindo os custos e o esforço na aquisição e suporte de TI de um grande número de sistemas.

5. Diminuição do tempo de resposta em transações

Não há como não mencionar o valor que decisões mais ágeis e precisas representam no contexto empresarial.

Com alto fluxo de pedidos e interações, muitas empresas sentem certa dificuldade em processar todas as informações e fornecer uma resposta rápida para o cliente.

Com o ERP, essa tende a ser uma ocorrência bem menos comum nas organizações.

O fato é que, com esse tipo de sistema, imprime-se um fluxo comunicativo e informativo muito mais dinâmico aos negócios.

Por exemplo, o setor financeiro e o comercial trabalham de forma mais concisa, trocando informações em menor tempo, o que garante processamento de pedidos mais ágeis e mais vendas.

Porém, muito mais do que reduzir o tempo de resposta, o ERP ainda garante mais regularidade nesse processo.

Seguindo com o mesmo exemplo do setor financeiro e do comercial, há que se considerar que essa integração permite transações mais seguras, alinhando a aceitação de riscos às metas comerciais da empresa.

Vale ainda pontuar que essa mesma característica positiva é útil na relação com os fornecedores, que também são informados das carências da empresa de maneira mais precisa, podendo se programar de forma eficiente para suprir estoques e manter a disponibilidade de produtos, sem prejudicar o consumidor.

6. Parametrização das informações

Por fim, mas não menos importante, é interessante destacarmos a importância do ERP na parametrização das informações.

Como dito, hoje, dados e informações são praticamente os propulsores das ações empresariais.

Por isso, é fundamental que cada um desses ativos esteja devidamente padronizado, visível e compreensível para que colaboradores, gestores, diretores e demais membros da empresa possam utilizá-los da melhor maneira possível.

Com um ERP, isso é totalmente viável!

O sistema não só reúne todas as informações importantes das operações, mas também os transforma em elementos aproveitáveis para a condução do negócio, garantindo a atualidade, a profundidade e o alinhamento com as necessidades da empresa, independentemente se é para fins comerciais, marketing ou operacionais.

Essa parametrização otimiza o valor e a quantidade de dados circulando no sistema, o que torna as análises ainda mais precisas e amplas em termos de utilidade para outros setores da empresa.

Portanto, as vantagens mais importantes de utilizar ERP, a exemplo das que citamos, são mais do que suficientes para comprovar o diferencial que essa ferramenta garante à empresa que a utiliza.

Não por outro motivo, com a jornada digital pela qual passamos, a procura por sistemas cada vez mais sofisticados e personalizados só tem aumentado nos últimos anos.

Gostou deste post sobre as vantagens mais importantes de utilizar um ERP? Deseja receber mais conteúdos sobre o assunto? Assine a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *