Você conhece estas 6 aplicações de inteligência artificial?

Como alguém que está inserido em um contexto de atividades empresariais, você certamente já deve ter ouvido falar da Inteligência Artificial (IA).

Afinal, esse é um conceito que vem ganhando popularidade e aplicabilidade dentro da dinâmica corporativa, sobretudo nos últimos anos.

Com a evolução da tecnologia, cada vez mais a IA se mostra altamente efetiva quando o objetivo é automatizar tarefas tidas como burocráticas.

Essa tecnologia aprofunda o conhecimento dos gestores e líderes sobre o negócio, otimiza a relação da empresa com os seus clientes e com o mercado.

Além disso, a IA é, hoje, o caminho mais curto entre a coleta de informações e geração de insights.

Isso porque, a sua inteligência, somada a capacidade de processamento de dados, é tudo que as empresas precisam para melhor analisar as informações, gerar mais respostas e tomar suas decisões.

No entanto, como sabemos que conhecimento nunca é demais, queremos fazer de você um conhecedor ainda mais sagaz em relação ao papel da inteligência artificial na atualidade, sobretudo no cenário empresarial.

Para isso, mais adiante listamos 6 aplicações desse conceito que talvez ainda não conheça, mas certamente vai gostar de saber. Continue a leitura e confira!

As vantagens por trás da Inteligência Artificial

Antes de falarmos propriamente da aplicação da IA dentro das empresas, convém mostrarmos alguns pontos que comprovam todo o valor e diferencial desse conceito quando o assunto é a otimização de processos empresariais.

Aprofundamento da relação da empresa com os seus dados

Hoje, grande parte das decisões nas empresas é tomada com base em informações estratégicas.

Dados financeiros, comerciais e gerenciais são a base para um maior conhecimento sobre o potencial do negócio e a sua posição no mercado.

Com a Inteligência Artificial, esse cenário se tornou ainda mais proveitoso, já que soluções tecnológicas são empregadas não só para coletar dados no Big Data, mas também para estruturá-los e interpretá-los de forma a fornecer insights valiosos para as empresas.

É assim, por exemplo, que o varejo consegue antecipar tendências de mercado, oferecer os produtos certos aos clientes ideais e muito mais.

Redução de custos

Outro ponto valoroso da utilização da IA nas empresas é a redução nos custos operacionais.

Nesse sentido, por exemplo, pode-se citar a prevalência da máquina na execução de tarefas repetitivas e burocráticas, o que reduz a demanda sobre os recursos humanos.

Além disso, é preciso mencionar também o potencial da IA no quesito avaliação financeira de clientes.

Isso é muito útil na análise de crédito, levando-se em consideração informações do mercado, riscos e outras variáveis que podem minimizar a inadimplência no negócio e os custos com cobrança e reparação de rupturas no caixa.

Diferencial competitivo valioso

Em um mercado tão intransigente, trabalhar com base nas informações certas pode ser a diferença entre se destacar no mercado ou sofrer para conseguir um espaço.

Nesse contexto, a IA atua como um grande diferencial competitivo nos negócios, sobretudo quando possibilita uma maior aprendizagem sobre o mercado, identificação de erros e acertos de concorrentes e a utilização inteligente dos feedbacks de clientes.

Aprendizado contínuo

Essa é, talvez, uma das maiores vantagens da Inteligência Artificial.

Hoje, com tantos sistemas coletando dados e realizando leituras, cada erro é tido como uma oportunidade de acerto, já que é possível fazer ajustes pontuais e evitar uma nova ocorrência.

Ou seja, a IA é base para que a empresa esteja em aprendizado contínuo, melhorando a sua atuação a cada nova interação com o cliente, a cada erro cometido e a cada dado coletado com uma finalidade.

A Inteligência Artificial na prática

Agora que você já conhece algumas das principais vantagens da IA, podemos apresentar 6 aplicações desse conceito que você precisa conhecer. Acompanhe!

1. Chatbots para atendimento

O que no passado parecia distante, hoje já é realidade em grande parte dos negócios.

Os chatbots cada vez mais assumem a posição dos atendentes humanos, dinamizando a importante tarefa de atender e oferecer suporte aos usuários dos mais variados serviços.

Baseados na IA, os chatbots conseguem direcionar o atendimento conforme a demanda do usuário, buscando a solução mais adequada e ágil, sem necessariamente ter que recorrer a um humano.

Em geral, isso reduz o tempo de atendimento, aumenta o percentual de solução de tickets, além de reduzir os custos operacionais, sobretudo ao solucionar questões mais simples sem a intervenção de colaboradores.

2. Ferramenta para retenção de clientes

Hoje, um dos grandes desafios das empresas é fidelizar seus clientes. Contudo, manter uma base consistente de consumidores exige bastante dos gestores.

A verdade é que muitas variáveis podem interferir na relação do cliente com a empresa.

Por isso, é preciso manter um monitoramento ativo, identificando pequenos pontos de ruptura nessa relação e que eventualmente podem evoluir e causar o temido Churn.

A boa notícia é que a Inteligência Artificial pode ajudar muito nesse sentido.

Com base em modernos conceitos de machine learning, algoritmos e muitos cálculos, softwares são capazes de analisar dados do histórico de vendas da empresa e, a partir disso, traçar o perfil dos seus clientes de forma precisa, indicando pontos de atenção.

O objetivo da ferramenta é encontrar o padrão de compra do cliente e aprender a se adaptar às mudanças de comportamento, decidindo de forma autônoma se o cliente está ou não em risco de Churn.

3. Apps para entender o comportamento do consumidor

Dada a competitividade do mercado, é necessário prever ações e sair na frente na busca pela preferência do consumidor.

As empresas, sabendo disso, investem massivamente em estratégias de análise voltadas para a antecipação de demandas e tendências, buscando sempre se alinhar ao que está por vir.

Nesse sentido, a Inteligência Artificial também se mostra eficiente.

Atualmente já existem aplicativos voltados para o entendimento do comportamento do consumidor, os quais são altamente estratégicos na identificação de perfis de usuários, preferências de compras e hábitos comerciais.

Munido desses dados, não é tão difícil presumir o que um negócio pode fazer para se aproximar do seu público, oferecer produtos ainda mais personalizados e melhorar a experiência de compra, concorda?

4. Definição de preços com base em dados estratégicos

A Inteligência Artificial também está presente na hora de precificar serviços comuns do nosso dia a dia, a exemplo do que ocorre com aplicativos de transporte.

Nesses serviços, algoritmos inteligentes são capazes de alterar o preço de uma corrida com base em diferentes variáveis, como origem e destino da viagem, horário, distância e demanda, tudo de maneira totalmente autônoma.

Situação semelhante ocorre em compras pela internet, em que os dados de pesquisa anteriores demonstram o nível de interesse do consumidor sobre um produto, o que, em muitos casos, faz com que os seus preços sejam alterados.

5. Controle e previsão de estoques

Estabelecer um bom controle de estoque é um dos principais desafios enfrentados pelo varejo.

Como o mix de produtos ofertados costuma ser grande, em muitos casos, é bastante difícil dimensionar os níveis de disponibilidade de todos os produtos, alinhando-os precisamente com os níveis de demanda dos consumidores.

Felizmente, a Inteligência Artificial é uma grande aliada dos negócios quando o assunto é gestão de estoque.

Mais uma vez, a coleta e a interpretação de dados permite aos softwares estabelecer um padrão de consumo sobre determinados bens, o que é a base para a previsão de demanda e o correto dimensionamento dos estoques.

Assim, por exemplo, se IA identificar uma alta saída de um produto, ela já prevê o prazo em que o estoque consegue suprir a demanda e já avisa os gestores sobre a necessidade de reposição.

Além de evitar rupturas no fornecimento de produtos, essa tecnologia otimiza o armazenamento, reduzindo custos com grandes armazéns e os gastos com compras desnecessárias, ao melhorar o fluxo comunicativo entre indústria e varejo.

6. Recrutamento e seleção de funcionários

Quem diria que um dia a Inteligência Artificial fosse ser capaz de auxiliar em uma tarefa tão complexa e subjetiva como o recrutamento de funcionários.

No entanto, nos dias de hoje, soluções tecnológicas já são empregadas com essa finalidade.

A partir de bancos de dados de candidatos, serviços de recrutamento podem selecionar os profissionais mais alinhados ao perfil desejado pela empresa.

Isso não só encurta o tempo de seleção, como também reduz o trabalho do RH com contatos, entrevistas e avaliações pouco produtivas, aumentando a precisão da seleção.

Por fim, não há dúvidas de que a Inteligência Artificial é um conceito de extremo valor para os negócios do presente e, principalmente, para os negócios do futuro.

Isso porque essa é uma tendência que está apenas no início, mas que tem um grande potencial de crescimento e aplicação nos mais variados processos. Essa pequena lista que apresentamos é apenas uma fração do que está por vir.

Então, gostou de aprender um pouco mais sobre a IA?

Saiba que você pode se manter ainda mais informado sobre esse e outros temas relacionados. Basta assinar nossa newsletter para receber os melhores conteúdos direto na sua caixa de entrada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *