Como calcular a capacidade produtiva? O passo a passo definitivo

Saber como calcular a capacidade produtiva instalada e efetiva de uma indústria é essencial para que a gestão consiga estimar o desempenho financeiro da empresa.

Esse cálculo é feito em todo tipo de indústria e é uma ferramenta básica para a compreensão do potencial de geração de valor do negócio.

Se a capacidade produtiva é inferior a demanda, oportunidades de vendas estão sendo perdidas.

Por outro lado, se é muito superior, a empresa corre o risco de sofrer com estoques parados, maquinário ocioso e força de trabalho desperdiçada.

Neste artigo, explicaremos melhor como calcular a capacidade produtiva de uma empresa — visto que ela deve ser cuidadosamente controlada — e como ela pode ser maximizada. Boa leitura!

Como calcular a capacidade produtiva da empresa?

Para conhecer a capacidade produtiva da empresa, não basta um único cálculo. É interessante medir a capacidade instalada, efetiva e realizada.

A capacidade produtiva instalada é o cálculo do máximo de produtividade da empresa, se for utilizado todo o maquinário disponível 24 horas por dia (1440 minutos por dia) , sem nenhum tipo de pausa.

Para chegar ao número exato, basta medir quanto tempo é gasto para produzir determinado item e multiplicar pela disponibilidade em um dia inteiro.

Logo, em uma fábrica de toalhas, se o tempo gasto para fazer uma unidade é de 1 minuto, ela tem uma capacidade produtiva diária de 1.440 toalhas, por exemplo.

Já a capacidade produtiva efetiva é o quanto a indústria realmente é capaz de gerar, considerando a disponibilidade atual de mão de obra, pausas para manutenção e perdas de material por eventuais falhas de processo.

No mesmo exemplo da fábrica de toalhas, é possível entender que, se nela só se trabalha 8 horas por dia (ou 460 minutos), com pausas para manutenção em 5% desse tempo disponível, a capacidade produtiva efetiva é de 456 toalhas por dia.

Por fim, a capacidade produtiva realizada é o cálculo de quanto foi gerado em um período passado, considerando todos eventos inesperados que possam ter parado a fábrica.

Portanto, se faltou eletricidade por 4 horas do turno (240 minutos) de trabalho em um dia da fábrica de toalhas, a capacidade produtiva realizada foi de 228 toalhas naquele período.

Por que controlar a capacidade produtiva?

Além de conhecer a capacidade produtiva da empresa, é importante que a gestão saiba como gerenciá-la, para não desperdiçar recursos com o excesso de produtividade.

Existem duas formas principais de realizar esse controle: pelo estoque e pela demanda.

Limitando a capacidade produtiva pelo estoque

A técnica de limitar a capacidade produtiva pelo estoque é simples: se a quantidade de determinado produto nos estoques atingir um valor determinado pela gestão, a empresa toma medidas imediatas para reduzir a capacidade produtiva, dando folgas para os trabalhadores.

Se os estoques estão cheios, significa que o mercado não está tão aquecido e pode ser um desperdício continuar com a produção tão alta.

Limitando a capacidade produtiva pela demanda

Já a técnica de limitar a capacidade produtiva pela demanda consiste em observar o mercado e ajustar a geração de valor de acordo com as exigências reais do público consumidor.

Para isso, é importante estar alinhado com a equipe comercial, que é capaz de dar uma boa visão das vendas.

Se uma empresa de toalhas avaliar por meio de dados confiáveis que não existe mercado para a sua produção de 1.440 toalhas por dia, ela pode ajustar a sua capacidade produtiva para um número menor que atenda a esse público com precisão.

Em alguns casos, pode valer a pena inclusive liquidar parte do maquinário e reduzir a capacidade produtiva instalada, para minimizar perdas com a ociosidade.

Como aumentar a capacidade produtiva do negócio?

Além de ser importante para evitar desperdícios, o controle da capacidade produtiva também é necessário para atender as exigências do mercado.

Se a demanda for maior do que o que a empresa consegue gerar, ela está perdendo oportunidades de vendas e compradores.

Nesse caso, pode ser necessário aumentar a capacidade produtiva, o que pode ser feito de diversas formas.

Em negócios mais escaláveis, é possível realizar esse ajuste com mais facilidade, enquanto em outras empresas, esse aumento precisa ser cuidadosamente planejado, pois representa um investimento razoável.

Atualize o parque tecnológico da empresa

Uma das formas mais objetivas de aumentar a capacidade produtiva instalada é com a atualização do parque tecnológico da empresa, com um maquinário mais eficaz, veloz ou robusto, que consiga aumentar a quantidade de fabricação de determinado produto em um período.

Além disso, com máquinas novas, é bem provável que os custos de produção e manutenção sejam reduzidos.

Crie um turno a mais

Em fábricas que ainda não funcionam 24 horas por dia, criar um turno a mais pode ser uma estratégia de redução da ociosidade do maquinário e ampliação da quantidade de produtos.

Mas é fundamental colocar na ponta do lápis os custos com a força de trabalho extra e o resultado financeiro que será gerado.

Faça um investimento em infraestrutura

Outra forma direta de potencialização da capacidade produtiva da empresa é com um investimento em infraestrutura — por exemplo, com a inauguração de mais uma unidade da empresa ou a expansão com mais colaboradores e máquinas.

Mais uma vez, é muito importante calcular os custos desse investimento para entender em quanto tempo ele se pagará e se realmente vale a pena.

Reduza as paradas com o planejamento de manutenção

Na indústria, as paradas não planejadas para a manutenção corretiva são um dos principais contratempos para a produtividade.

Com um planejamento cuidadoso de manutenção preditiva e preventiva, é possível minimizar essas pausas e aumentar a capacidade produtiva significativamente.

Uma recomendação aqui é utilizar um ERP para gerenciar com efetividade os processos de manutenção.

Terceirize as atividades de suporte ao negócio

Terceirizar as atividades de suporte e focar no core business da empresa pode ser uma forma efetiva de aumento da produtividade ou, pelo menos, de redução de gastos do negócio.

Contratar parceiros especialistas para assumir tarefas que fogem à proposta de valor da companhia é algo que amplia o foco do time e muito provavelmente aprimora os resultados dessas atividades terceirizadas.

Desenvolva a sua equipe com treinamentos

Por fim, um meio eficaz de aumento da produtividade é com capacitações que desenvolvam as habilidades do time.

Com treinamentos técnicos e de segurança, é possível maximizar a capacidade produtiva, reduzir perdas por falhas e minimizar paradas causadas por acidentes de trabalho.

Agora que você já sabe como calcular a capacidade produtiva da empresa e as técnicas para minimizá-la, aproveite para assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de mais conteúdos sobre a indústria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *