Tendências no setor de material de construção

No cenário atual de material de construção no Brasil, temos mais de 130 mil lojas, que se consolida por ser um dos setores mais pulverizados e menos concentrados do varejo no país. As cinco maiores redes detêm menos que 10%, porém com uma participação de 64% das redes globais entre os cinco maiores e que representa um pouco menos que 6% do total do faturamento de todo o setor. É um dos segmentos que mais têm sofrido no atual quadro de contração de vendas pelo qual passa o varejo brasileiro e com a entrada do grupo chileno Falabella através de seu braço Sodimac, coloca ainda mais pressão competitiva no setor, especialmente depois da abertura de sua primeira loja em São Paulo.

Sendo assim, listamos algumas macro tendências no cenário atual e futuro do setor:

Consolidação: o setor terá aumento do processo de concentração com ampliação da participação das cinco maiores redes no conjunto das vendas gerais pelo aumento da velocidade de expansão desses grupos, através de crescimento orgânico e a possibilidade de incorporação de alguns operadores regionais que têm expressiva participação em suas regiões;

Pulverização: nos próximos dez anos o setor de material de construção continuará como um dos menos concentrados do varejo brasileiro, pois o quadro atual, próximo futuro e o perfil mais cauteloso dos principais operadores nacionais e internacionais atuando no Brasil não estimulará uma estratégia expansionista que altere essa perspectiva.

Crescimento de Marcas Próprias: as principais redes operando no Brasil tenderão a ampliar a oferta de marcas próprias, com produtos produzidos no país ou importados, como forma de melhorar sua rentabilidade e criar diferenciação perante o consumidor final e, ao mesmo tempo, criar uma nova realidade nas negociações com seus principais fornecedores locais.

Novos formatos de lojas: os principais operadores do setor, especialmente entre as cinco maiores redes, têm sido cautelosos na implantação de novos formatos de lojas, preferindo expandir seus modelos tradicionais.  Com o acirramento da concorrência e a geração de oportunidades regionais, deverão ser lançados novos formatos que possam aproveitar essas novas demandas e permitam a diversificação de formatos por um mesmo operador. Alguns deles já têm praticado essa estratégia em outros países, como a Saint Gobain, que controla a Telha norte no Brasil, o grupo global de origem francesa Adeo que controla a Leroy Merlin e a Falabella chilena que controla a Dicico-Sodimac.

Novos canais de vendas e relacionamento: os principais operadores do setor de material de construção têm sido muito cautelosos nos investimentos nos canais digitais, envolvendo o e-commerce, sendo um dos setores menos atuantes na área, apesar de que seus consumidores finais, não profissionais, serem cada vez mais digitais e estarem frequentemente usando a rede em busca de informações e atualização sobre produtos, marcas e serviços. Essa realidade e a busca de diferenciação impulsionará o setor para avançar mais rapidamente nessa área, até porque os investimentos em lojas físicas serão um pouco mais cautelosos nos próximos anos.

Os fornecedores vão à luta: a perspectiva de uma maior concentração no futuro do varejo do setor de material de construção, o aumento da participação das marcas próprias e aumento do nível de competição, deverão estimular alternativas de criação de canais próprios de vendas, lojas exclusivas ou e-commerce, bem como de relacionamento, por parte dos fornecedores do setor, como já fazem, no mercado local ou internacional, empresas como Portobello, Sherwin Williams e outros.

Mais serviços integrados: o aumento da pressão competitiva e mais a necessidade de diferenciação e melhoria de rentabilidade, deverão levar os principais varejistas, e mesmo fornecedores, a desenvolverem e oferecerem mais serviços e soluções integradas com seus produtos, aumentando suas receitas e criando uma nova realidade de mercado.

A TOTVS possui uma ampla gama de soluções para sua empresa, como serviços financeiros no PDV, conciliador de cartões, estrutura mercadológica para mix de produtos, bem como, a plataforma de e-commerce Ciashop que irá gerenciar e alavancar suas vendas com as melhores ferramentas B2B e B2C e os mais precisos relatórios, auxiliando na maturidade de seus processos, trazendo assertividade na análise e tomada de decisão.

Para saber mais, consulte a TOTVS e agende já uma visita pelo 0800 70 98 100.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *