3 passos para orçar os custos indiretos

Quando alguém se propõe a orçar uma obra, apurar o custo indireto como um percentual pode levar a prejuízo. Por exemplo, orça-se o custo direto e aplica-se um percentual para o indireto, esta prática pode levar a desvios consideráveis em uma obra maior, pois em determinados tipos de obra apurar o custo indireto é mais complexo que apurar o custo direto da obra.

Nesse artigo vamos ver como o TOTVS Obras e Projetos pode ajudar a orçar o custo indireto da obra em 3 passos para ter um orçamento mais preciso.

O Primeiro passo é a definição do BDI – Bonificação das despesas indiretas é composto principalmente, pelo Rateio da Administração Central, Despesas Financeiras de capital de giro, a Taxa de Risco do Empreendimento, todos os tributos federais e municipais, despesas comerciais e evidentemente o lucro do empreendedor. Na construção, o BDI varia geralmente de 30% a 40% do custo.

No TOTVS Obras e Projetos podemos usar um índice ou uma planilha interna do sistema para realizar a memória de cálculo do BDI, facilitando o entendimento, pois a planilha fica gravada no TOTVS Obras e projetos.

imagem1

Podemos informar também as taxas que compõe o BDI na pasta taxas.

imagem2

No segundo passo vamos apurar as leis sociais da mesma forma que o BDI podemos inserir um índice ou usar uma planilha de cálculo na parametrização do projeto, nesse caso podemos ter mais de um índice.

imagem3

No terceiro passo vamos ver como orçar e inserir custos indiretos na EAP, dessa foram podemos ter vários tipos de custos indiretos como os serviços de apoio necessários para executar a obra, escritório da obra, instalações provisórias, vestiários, banheiros, depósito de materiais, etc.

imagem4

Marcamos a atividade como “custo indireto”, assim o sistema separa o que é custo indireto do custo direto, como podemos ver na tela abaixo, resumo do projeto. Isso pode ser realizado tanto na planilha de serviços (orçamento) como na planilha de atividades (execução da obra).

imagem5

Podemos também utilizar insumos derivados e composições vinculados às tarefas de custo indireto para orçar e planejar com mais agilidade.

O TOTVS Obras e Projetos sempre tem novidades para melhorar a gestão dos projetos de sua empresa e tornar o seu trabalho cada vez mais fácil e ágil.

Ao longo dos próximos artigos vamos destacar outras funções que vão ajudar a orçar, planejar, controlar e acompanhar seus projetos, baseado sempre nas melhores práticas de gestão de projetos do mercado.

Acesse o blog da TOTVS e veja também as outras matérias do segmento de Construção e Projetos, para mais informações entre em contato com um canal de atendimento TOTVS ou acesse os links relacionados.

Detalhes técnicos:

http://wikihelp.totvs.com.br/WikiHelp/PRJ/PRJ.BDI.aspx
http://wikihelp.totvs.com.br/WikiHelp/PRJ/PRJ.LeisOutros.aspx
http://wikihelp.totvs.com.br/WikiHelp/PRJ/PRJ.Atividades.aspx
http://wikihelp.totvs.com.br/WikiHelp/PRJ/PRJInsumoDerivado.aspx

Links relacionados:

http://blog.totvs.com/calculo-automatico-de-encargos-sociais/
http://blog.totvs.com/em-cenario-economico-competitivo-abrir-ou-nao-o-bdi-das-obras/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *